Quando você ouve falar em ácido hialurônico, provavelmente já lembra de tratamento injetável para a pele, algo semelhante ao famoso “botox”, certo? Mas é bem mais que isso. Confira as principais perguntas e respostas sobre o assunto:

1 – O que é o ácido hialurônico?
Antes de mais nada é bom esclarecer que o ácido hialurônico é uma substância que o nosso corpo já produz, naturalmente. Está presente principalmente na pele e nasarticulações. A principal função do ácido hialurônico é preencher o espaço entre as células e, por isso, está muito “ligado a sustentação e a hidratação” da nossa pele.

2 – Por que é recomendado o tratamento com ácido hialurônico?
Ao longo dos anos, a nossa produção de ácido hialurônico vai diminuindo. Os especialistas calculam que aos 75 anos, por exemplo, uma pessoa que não tenha feito reposição, estaria com apenas 25% do ácido hialurônico que ela tinha no início da juventude. Por esta razão, é cada vez mais recomendado o tratamento para repor este produto no organismo, o que pode ser feito por via oral, por aplicação injetável ou ainda pelo uso tópico.

3 – E qual seria a melhor forma de repor o ácido hialurônico?
Todas as opções trazem bons resultados, mas há algumas ressalvas. A via injetável traz efeitos imediatos, mas é a forma mais cara, precisa de um profissional para realizar o procedimento e tem efeito transitório, ou seja, necessita de reaplicação após determinado tempo. O uso tópico traz benefícios como melhora da hidratação e redução de linhas finas e funciona muito bem para todos os tipos de pele. No entanto, esta forma de aplicação necessita de cuidados diários e os efeitos serão notados mais
a longo prazo. Já o uso via oral, por meio de comprimidos ou cápsulas, oferece uma série de vantagens, que vão desde melhorar a elasticidade da pele, até efeitos positivos para a saúde. Nas próximas perguntas vamos abordar alguns dos principais benefícios do uso via oral.

4 – O uso via oral realmente ajuda a reduzir as rugas na pele?
Sim, uma pesquisa divulgada recentemente no Japão analisou homens e mulheres com rugas na pele e pés de galinha. Um dos grupos foi tratado com 120mg diárias de ácido hialurônico via oral. Após 12 semanas, estas pessoas apresentaram uma redução significativa nas rugas. Os cientistas concluíram que realmente a reposição de ácido hialurônico via oral melhora o brilho e a elasticidade da pele. O estudo foi publicado pelo Dr. Jeffrey Weinberg e pode ser visualizado no site dovepress.com.

5 – É preciso adotar também o uso de colágeno para ter bons resultados?
A alta capacidade do ácido hialurônico de reter água na pele já é amplamente conhecida, o que reforça a sua importância para a hidratação. Mas estudos recentes mostram que ele também é capaz de estimular a produção de colágeno, outra importante substância para uma pele saudável. De acordo com o dermatologista Dr José Vitor de O. Júnior, é o fenômeno chamado de "Bioestimulação de Colágeno por Ácido Hialurônico". A substância estimula a produção de colágeno nas células chamadas de fibroblastos, garantindo no longo prazo, maior firmeza na pele, um benefício que vai além daquele já obtido pela ação física do uso do ácido hialurônico.

6 – O uso de ácido hialurônico também traz benefícios para os cabelos?
Sim, o uso do ácido hialurônico aumenta a capacidade de absorção de água nos folículos capilares, garantindo mais hidratação, forma e volume aos cabelos. Especialistas garantem que o tratamento com ácido hialurônico via oral, especialmente se associado a outras substâncias como vitaminas, ajuda a manter unhas e cabelos mais fortes e saudáveis.

7 – É verdade que também ajuda as articulações?
Conforme já falamos, o ácido hialurônico está presente em várias partes do nosso corpo, inclusive nas cartilagens e articulações. A substância tem um efeito importante, por exemplo, na membrana que produz o líquido sinovial, que fornece elasticidade e absorve o choque das articulações. Por este motivo, o uso do ácido hialurônico via oral, especialmente se associado a outras substâncias, pode ajudar a inibir inflamações reumáticas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.